Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Consumo de gás em SP cresce 7,2% até setembro

Apenas em setembro, foram agregados 5,36 mil novos consumidores, somando 581,2 mil clientes atendidos

Wellington Bahnemann, da Agência Estado,

20 de novembro de 2007 | 12h50

O consumo de gás natural no Estado de São Paulo cresceu 7,2% no acumulado do ano até setembro, passando de 3,9 bilhões de metros cúbicos para 4,18 bilhões de metros cúbicos, segundo informações da Secretaria de Saneamento e Energia do governo paulista. Foram agregados, em setembro, 5,36 mil novos consumidores, somando 581,2 mil clientes atendidos.  O segmento industrial, que representa 81,2% do mercado de gás natural, se destacou ao apresentar evolução de 9,1%, totalizando 3,394 bilhões de metros cúbicos, em nove meses. No mesmo período, o setor residencial cresceu 4,4%, para 92,01 milhões de metros cúbicos. Em setembro, 5.328 consumidores residenciais foram adicionados à rede de gás canalizado, totalizando 570,103 mil clientes.  O setor comercial apresentou expansão de 0,4%, para 76 milhões de metros cúbicos. O setor de gás natural veicular (GNV) cresceu 11%, totalizando 461,568 milhões de metros cúbicos. Energia elétrica O consumo de energia elétrica, por sua vez, cresceu 7,5% em setembro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, totalizando 9.922 gigawatts por hora (GWh). Assim como no setor de gás, classe industrial, que representa 46,1% do mercado total, foi o destaque do período, com crescimento de 9,8%. Já a energia distribuída para os segmentos residencial e comercial apresentou expansão de, respectivamente, 5% e 6,4%. No acumulado do ano até setembro, o consumo de energia no Estado cresceu 5,7%. As vendas para o setor industrial cresceram 6,1%; para o residencial, 5,9%; e para o comercial, 5,7%. Já no período de 12 meses finalizados em setembro passado, a energia distribuída em São Paulo cresceu 5,6% na comparação com igual intervalo de tempo do ano anterior.

Tudo o que sabemos sobre:
GásEnergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.