Consumo de óleo combustível cai 19,2%

A retração na produção industrial e a expansão do mercado de gás natural no país provocaram uma queda no consumo de óleo combustível de 19,2% nos primeiros cinco meses do ano, ante o mesmo período no ano passado. Os dados são de levantamento feito pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). Em São Paulo, a redução chegou a 25,3% no mesmo período e no Rio de Janeiro a queda foi recorde: 77,7%. A maior parte desta queda pode ser atribuída à suspensão das atividades da Termelétrica Furnas-Santa Cruz, que está passando por um período de potencialização de sua capacidade e adaptação para o gás natural. Dos 600 MW que a térmica gerava, pelo menos 80% partiam do óleo combustível. "O mercado de óleo combustível tende a desaparecer porque o gás natural é melhor ambientalmente e é mais barato", comentou analista de mercado. Segundo a CEG, distribuidora de gás no Rio, o mercado de óleo combustível no estado caiu de 220 mil toneladas por ano consumidas em 2001 para 100 mil toneladas em 2002. A previsão é que este ano este volume chegue a 70 mil toneladas até dezembro.

Agencia Estado,

17 Julho 2003 | 10h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.