Consumo mundial de petróleo deve ser o menor desde 2005

Relatório da Administração de Informação de Energia dos EUA estima que demanda mundial cairá em 2009

Gustavo Nicolleta, Agencia Estado

08 de dezembro de 2009 | 17h33

A demanda mundial por petróleo deve cair em 2009, para 84,12 milhões de barris por dia, em média - o menor nível desde 2005 -, mas deve voltar a crescer em 2010, de acordo com um relatório mensal da Administração de Informação de Energia dos EUA (EIA, em inglês), órgão vinculado ao Departamento de Energia do país (DOE).

 

Segundo o órgão, em 2009 a demanda global por petróleo encolherá 1,66 milhão de barris por dia na comparação com o ano anterior. Em 2010, porém, a demanda deve crescer 1,1 milhão de barris por dia. Em novembro, a EIA estimava que a demanda pela commodity cairia 1,68 milhão de barris em 2009 e aumentaria 1,28 milhão de barris por dia em 2010.

Em 2009, a demanda por petróleo nos países integrantes da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) cairá 4,5%, ou 2,14 milhões de barris por dia, em relação a 2008, para 45,44 milhões de barris por dia. Em 2010, a demanda pela commodity nesses países será de 45,53 milhões de barris por dia, em média - alta de 0,2%, ou 90 mil barris por dia, em relação a 2009, segundo a EIA.

 

O órgão estimou que entre os países que não fazem parte da OCDE, a demanda por petróleo nesse ano aumentará 480 mil barris por dia, ou 1,3%, puxada principalmente por uma alta de 380 mil barris por dia na demanda da China - segundo maior consumidor mundial de petróleo, atrás apenas dos EUA. A demanda chinesa por petróleo em 2009 deve crescer 4,9%, para 8,21 milhões de barris por dia.

A EIA disse que os estoques de petróleo dos países da OCDE no final de 2009 serão suficientes para cobrir 58 dias de consumo - cinco dias a mais do que a média dos últimos cinco anos para o mesmo período.

Em termos de oferta, a agência estima que a produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) será de em média 29,1 milhões de barris por dia neste ano - queda de mais de 2 milhões de barris por dia em relação a 2008. Anteriormente, a EIA esperava uma produção de 29,12 milhões de barris por dia na produção do cartel em 2009.

Em 2010, a produção da Opep deve crescer 150 mil barris por dia, para 29,59 milhões de barris por dia.

O preço do petróleo deve ser de, em média, US$ 78,67 por barril em 2010 - 27% acima da média de US$ 61,87 por barril esperada para 2009, segundo a EIA. A agência estimou também que o preço médio da gasolina deve ser de US$ 2,83 por galão (3,79 litros) em 2010, enquanto o preço médio do diesel deve ser de US$ 2,96 por galão no mesmo período.

Até dezembro de 2010, os preços do petróleo devem subir para US$ 82 por barril, "desde que as condições econômicas nos EUA e no mundo continuem melhorando", avaliou a EIA. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoconsumoOCDEOpepDOE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.