Consumo turístico cresce 61,1% no País, aponta IBGE

Aumento se deu entre 2000 e 2005; famílias consumiram R$ 142,4 bilhões em produtos do turismo em 2005

Jacqueline Farid, da Agência Estado,

19 de março de 2008 | 10h24

As famílias brasileiras consumiram R$ 142,4 bilhões em produtos do turismo em 2005, o equivalente a 11,3% do total consumido por essas famílias (R$ 1,2 trilhão) naquele ano, revela estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta quarta-feira, 19. O aumento foi de 61,1% no total despendido pelas famílias de 2000 a 2005. As atividades Características de Turismo (ACT) geraram, em 2005, R$ 131,6 bilhões em riquezas, crescimento de 16,26% em relação a 2004, e ainda 8.112.888 postos de trabalho.   Os postos gerados pelas ACT representam 15,10% das 53.730.274 vagas criadas pelo segmento de serviços naquele ano. As ACT incluem, entre outras, transporte rodoviário, transporte aéreo, alojamento e alimentação e contribuíram, ainda em 2005, com 11% das riquezas produzidas no total do setor de serviços, enquanto a parcela no total da economia foi de 7,15%.   Em 2000, o consumo desses produtos turísticos pelas famílias totalizou R$ 88,4 milhões, ou 11,9% do total consumido (R$ 742,8 bilhões). Segundo o documento, o aumento no total consumido entre 2000 e 2005 "é devido, entre outros fatores, ao crescimento do setor de turismo que propiciou o surgimento de novas empresas, ao aumento da renda geral da população brasileira e a variações nos preços destes produtos".   Os salários referentes às ocupações da ACT com vínculo formal representaram 81,60% do total de salários e ordenados pagos naquele ano pelas atividades do turismo, atingindo R$ 36,2 bilhões. Dos segmentos pertencentes às ACT, o transporte rodoviário foi o que apresentou a maior participação nos rendimentos pagos em 2005, com R$ 20,4 bilhões ou 38,68% do total. Em seguida vieram os serviços de alimentação (17,70% ou R$ 9,3 bilhões) e os serviços auxiliares dos transportes (13,41% ou R$ 7,0 bilhões).   Ainda de acordo com o estudo, em relação ao total dos rendimentos, as ACT pagaram um montante de R$ 52,9 bilhões em 2005, o correspondente a 8,84% da quantia paga pelo setor de serviços e 6,14% do total desembolsado em salários pela economia brasileira em 2005.   O estudo "Economia do turismo: uma perspectiva macroeconômica 2000-2005" foi realizado pelo IBGE, em parceria com o Ministério do Turismo e a Embratur. O estudo teve como fonte o Sistema de Contas Nacionais (base do cálculo do PIB).

Tudo o que sabemos sobre:
Turismoconsumo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.