Conta corrente dos EUA tem déficit de US$ 98,8 bi no 2º tri

Dado anterior registrava US$ 104,5 bilhões e analistas previam apenas US$ 92,5 bi; nível é o menor desde 1991

Marcílio Souza e Cynthia Decloedt, da Agência Estado

16 de setembro de 2009 | 10h14

Os Estados Unidos registraram um déficit em conta corrente de US$ 98,8 bilhões no segundo trimestre deste ano, ante um déficit revisado de US$ 104,5 bilhões do primeiro trimestre. O número original divulgado para o primeiro trimestre havia sido de déficit de US$ 101,5 bilhões. Analistas previam déficit em conta corrente de US$ 92,5 bilhões no segundo trimestre.

 

Veja também:

linkSetor energético faz inflação subir 0,4% nos EUA em agosto

especialUm ano após auge da crise, economia se recupera

especialPIB cresce 1,9% e Brasil sai da recessão

especialDicionário da crise 

especialComo o mundo reage à crise

A relação entre déficit em conta corrente e Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre caiu para 2,8%, o menor nível desde o primeiro trimestre de 1991. No primeiro trimestre deste ano, havia sido de 2,9%.

O balanço de bens ficou deficitário em US$ 115,5 bilhões no segundo trimestre, mas o de serviços veio superavitário em US$ 32,5 bilhões. Já o déficit em transferências unilaterais correntes somou US$ 32,3 bilhões e a conta renda veio superavitária em US$ 16,4 bilhões. O investimento estrangeiro direto nos EUA aumentou em US$ 26,1 bilhões no segundo trimestre, depois de crescer US$ 23,9 bilhões no primeiro.

 

Capital estrangeiro

 

O Departamento do Tesouro anunciou que o fluxo de capital estrangeiro foi negativo em US$ 97,5 bilhões em julho. As compras líquidas por estrangeiros de ativos americanos de longo prazo caíram para US$ 15,3 bilhões, após compras de US$ 90,2 bilhões em junho. O dado exclui transações que não ocorrem no mercado aberto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.