Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Conta corrente tem déficit de US$ 1,665 bilhões em julho

Resultado do mês passado foi gerado pela saída de US$ 4,901 bilhões na conta de serviços e rendas, diz BC

Fabio Graner e Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

25 de agosto de 2009 | 10h56

A conta corrente do balanço de pagamentos registrou em julho saldo negativo de US$ 1,665 bilhão, ante US$ 2,168 bilhões em igual mês do ano passado. O valor, informado nesta terça-feira, 25, pelo Banco Central, ficou dentro das estimativas projetadas pelos analistas consultados pelo AE Projeções, que previam déficit entre US$ 700 milhões e US$ 1,9 bilhão.

 

O balanço de pagamentos é o registro contábil de todas as transações do Brasil com outros países do mundo. Ele é formado pelo saldo da conta corrente - balança comercial, a balança de serviços e as transferências unilaterais (donativos) - somado à  balança de capitai - capital das firmas estrangeiras que ingressam no País.

 

Segundo o BC, o resultado do mês passado foi gerado pela saída líquida de US$ 4,901 bilhões na conta de serviços e rendas. Neste total, as empresas multinacionais instaladas no Brasil foram responsáveis pela remessa de US$ 1,751 bilhão ao exterior. Já a despesa com juros atingiu US$ 1,707 bilhão em julho. Essa despesa com as dívidas no exterior foi maior que a registrada em igual mês de 2008, quando o gasto foi de US$ 1,235 bilhão.

 

A saída de recursos foi em parte compensada pela entrada de US$ 2,927 bilhões e transferências unilaterais correntes positivas de US$ 309 milhões.

 

De acordo com o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, a recuperação da economia tende a provocar déficits mais fortes na conta corrente do balanço de pagamentos. Segundo ele, a retomada na atividade econômica já está impactando as contas externas. Ele apresentou comparações que mostram que em diversos itens da conta corrente

o desempenho piorou de maio a julho, na comparação com o período de janeiro a abril.

 

Acumulado

 

No acumulado de janeiro a junho, as transações correntes registram déficit de US$ 8,739 bilhões. Em igual período do ano passado, a conta era deficitária em US$ 19,039 bilhões. No acumulado em 12 meses até julho de 2009, a conta corrente acumula déficit de US$ 17,892 bilhões, o equivalente a 1,35% do Produto Interno Bruto (PIB).

 

Dívida externa

 

A dívida externa do Brasil em julho somou US$ 195,897 bilhões, valor um pouco maior que os US$ 195,309 bilhões verificados em junho. O último dado fechado pela autoridade monetária é relativo a março, quando a dívida externa somou US$ 192,676 bilhões. Em julho, a dívida de médio e longo prazos somou US$ 163,336 bilhões enquanto a dívida de curto prazo ficou US$ 32,561 bilhões. Em junho a dívida de médio e longo prazos estava em US$ 163,888 bilhões enquanto a dívida de curto prazo, em US$ 31,421 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
conta correntebalançojulho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.