Conta de luz sobe 11% em São Paulo nesta sexta-feira

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou na tarde desta quinta-feira um aumento de 10,95% das tarifas de energia da Eletropaulo, que faz a distribuição para 5 milhões de pessoas na Grande São Paulo. O aumento entra em vigor já nesta sexta-feira, quando será publicado no Diário Oficial da União. Esse é o índice definitivo da revisão das tarifas, após a Aneel ter colocado em consulta pública a proposta de aumento. A Eletropaulo havia pedido um reajuste de 15%, a Aneel acenou com 9,6% e, agora, fechou em 10,95%.A Aneel autorizou quatro porcentuais diferentes de aumento, que variam de acordo com a categoria de consumidores. As tarifas de energia fornecidas para residências, comércio e pequenas indústrias, que recebem energia em baixa tensão, serão corrigidas em 10,30%. Já os grandes consumidores que recebem energia em alta tensão terão suas tarifas corrigidas a partir de três porcentuais: 11,11%, 11,33% e 11,56%. O reajuste médio é de 10,95%.A diferença de porcentuais por categoria é resultado de decreto editado em abril pelo governo que estabeleceu o fim gradual dos subsídios cruzados. A Aneel também divulgou o percentual do fator X, que será de 2,54%. O fator X é o mecanismo usado para repassar para as tarifas os ganhos de produtividade obtidos pela empresa. O fator X será aplicado no reajuste anual de 2004 e funciona para reduzir o impacto do IGP-M.A Eletropaulo é uma das 17 distribuidoras de energia que passarão este ano pelo processo de revisão tarifária, que substitui o reajuste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.