Conta de telefone ficará mais barata com novos interurbanos

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou nesta quinta-feira um novo regulamento para as áreas locais. As atuais 7.600 áreas serão reduzidas para 5.360 ? nelas o usuário paga tarifa local nas ligações. No caso da região metropolitana de São Paulo, por exemplo, os usuários de 39 municípios passarão a pagar tarifa local na comunicação entre essas cidades em lugar de tarifa de longa distância, já que essas ligações eram consideradas interurbanos. O novo regulamento beneficiará 36 milhões de um total de 39 milhões de usuários em todo o País.Segundo o conselheiro da Anatel, José Leite Pereira Filho, a redução da receita para as empresas não é significativa e não causará desequilíbrio econômico. O novo regulamento será publicado no Diário Oficial da próxima segunda-feira. As empresas terão prazo de 60 dias para se adequar, no caso das áreas que correspondem a um município; 90 dias, nas áreas formadas por conjunto de municípios e 180 dias, nas áreas tratadas como áreas de continuidade urbana, situação que ocorre quando duas localidades são unidas por uma ponte ou por um rio, por exemplo.O novo regulamento cria no Estado de São Paulo, seis novas áreas formadas por vários municípios onde a ligação passa a ser cobrada como chamada local, e não mais como interurbano. Além da área metropolitana da capital, que engloba 39 municípios, haverá as áreas de Barra Bonita, com 2 municípios (o outro é Igaraçu do Tietê); a de Campinas, com Paulína, Sumaré, Valinhos e Vinhedo; a de Ribeirão Preto, com Guatapará; a de Santos, com Cubatão, Guarujá, Praia Grande e São Vicente e, ainda, a de Sorocaba, com Votorantim.No Rio de Janeiro, a área da região metropolitana do Rio será formada por onze municípios. A área da grande Belo Horizonte terá nove municípios e a de Porto Alegre, 19. Em todos os Estados houve modificações de áreas, principalmente nas regiões metropolitanas.

Agencia Estado,

02 de junho de 2004 | 20h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.