Marcos Santos/USP Imagens
Marcos Santos/USP Imagens

Conta de luz fica mais cara em 24 municípios de SP; veja lista

De acordo com a Enel, aumento médio varia entre 10% e 18%, entre clientes residenciais e empresariais

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de julho de 2022 | 12h28

A conta de luz está em média 12,04% mais cara a partir desta segunda-feira, 4, nos 24 municípios atendidos pela Enel Distribuição São Paulo. O reajuste foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na última terça-feira, 28

Para os consumidores conectados em baixa tensão, que incluem os clientes residenciais, o aumento médio será de 10,15%. Já para aqueles que são atendidos em alta tensão, como as indústrias e os grandes comércios, o reajuste médio será de 18,03%. 

A Enel atende cerca de 7,6 milhões de unidades consumidoras no Estado de São Paulo. Veja abaixo quais são os 24 municípios que terão o aumento na conta de luz: 

  • Barueri 
  • Cajamar 
  • Carapicuíba 
  • Cotia 
  • Diadema 
  • Embu 
  • Embu Guaçu 
  • Itapecerica da Serra 
  • Itapevi 
  • Jandira 
  • Juquitiba 
  • Mauá 
  • Osasco 
  • Pirapora do Bom Jesus 
  • Ribeirão Pires 
  • Rio Grande da Serra 
  • Santana de Parnaíba 
  • Santo André 
  • São Bernardo do Campo 
  • São Caetano do Sul 
  • São Lourenço da Serra 
  • São Paulo 
  • Taboão da Serra 
  • Vargem Grande Paulista 

Segundo a Enel, os principais fatores que influenciaram o aumento foram a inflação, além dos encargos setoriais, como a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), e os custos de compra de energia durante a crise hídrica de 2021. Ainda segundo a empresa, o aumento das tarifas seria de 27,64%, se não houvesse um “esforço de redução” por meio de medidas do governo federal e da companhia. / COM AGÊNCIA BRASIL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.