Juros

E-Investidor: Esperado, novo corte da Selic deve acelerar troca da renda fixa por variável

Contag aprova desfiliação da CUT

A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) aprovou no sábado, por 1.441 votos a 1.109, sua desfiliação da Central Única dos Trabalhadores (CUT), a quem está ligada há 13 anos. A decisão foi tomada durante seu décimo congresso anual, com a presença de 2,6 mil líderes da entidade.

GUSTAVO URIBE, Agencia Estado

16 de março de 2009 | 20h16

A Contag reúne cerca de 4 mil sindicatos rurais e representa 20 milhões de trabalhadores. Das 27 federações que fazem parte da entidade, 17 são filiadas à CUT, 6 à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e 4 são independentes. Dissidência da CUT desde dezembro de 2007, a CTB conta com 3 mil sindicatos e controla as federações do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Bahia, Minas Gerais e Sergipe.

A tese de desvinculação é defendida há meses pela CTB, que acusa a CUT, em carta aberta, de "não ter dado a resposta esperada pelos trabalhadores e trabalhadoras rurais, além de ter fomentado a criação de sindicatos e federações paralelas à Contag... A entidade deverá desfiliar-se da CUT, deixando que a base se filie à central que achar mais adequada", frisa o documento.

A CTB é favorável à unicidade dos sindicatos rurais e acusa a CUT de ser responsável, em 2004, pela divisão do setor com a criação da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf-CUT). A entidade atuaria em paralelo à Contag e sua criação foi um dos motivos que fizeram com que os membros da CTB deixassem a CUT e formassem uma nova central sindical.

Tudo o que sabemos sobre:
sindicatosCUTContag

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.