Contas CC5 registram saída de US$ 459 milhões em junho

As operações por meio das chamadas contas CC5, de não residentes, registraram em junho uma saída líquida de US$ 459 milhões, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central, em sua página na Internet. Essa foi a maior saída líquida mensal registrada pelo BC em 2004. Até então, a maior saída mensal registrada havia ocorrido em março, quando o saldo das operações feitas por essas contas ficou negativo em US$ 222 milhões. Em junho de 2003, a saída líquida da CC5 havia sido de apenas US$ 5 milhões. O resultado consolidado das operações via CC5 do primeiro semestre de 2004 é de uma saída líquida de US$ 1,024 bilhão. O montante é próximo ao registrado nos primeiros seis meses de 2003, quando o BC havia registrado uma saída de US$ 1,160 bilhão.O fluxo de câmbio em junho, como um todo, foi negativo em US$ 2,316 bilhões. O segmento comercial registrou um saldo positivo de US$ 2,136 bilhões, enquanto o segmento financeiro foi negativo em US$ 3,993 bilhões. Somando o saldo das operações via CC5, chega-se ao resultado negativo de US$ 2,316 bilhões do fluxo cambial do mês passado.No semestre, o saldo dessas operações ficou positivo em US$ 5,966 bilhões, resultado de um saldo positivo de US$ 20,158 bilhões no segmento comercial e negativo de US$ 13,168 bilhões no financeiro. No mercado livre, os bancos fecharam o mês de junho com uma posição comprada de câmbio no valor de US$ 812 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.