Contas da Previdência de janeiro atingiram expectativas do governo

Conforme dados divulgados no início da tarde, houve um déficit de R$ 3,021 bilhões no primeiro mês de 2011, excluindo-se as renúncias

Célia Froufe, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2011 | 16h27

O resultado da Previdência Social em janeiro ficou dentro das expectativas do secretário de Políticas de Previdência Social, Leonardo Rolim. Conforme dados divulgados no início da tarde, houve um déficit de R$ 3,021 bilhões no primeiro mês de 2011, excluindo-se as renúncias, e de R$ 1,258 bilhão, com as renúncias. O resultado foi bem melhor do que o de janeiro de 2010, quando a conta ficou negativa em R$ 3,950 bilhões, sem as renúncias, e em R$ 2,336 bilhões, com elas.

"Essa tendência já vinha sendo verificada nos últimos meses, em função do resultado econômico", explicou o secretário durante entrevista coletiva de imprensa. Ele salientou que a base de comparação é fraca porque, em janeiro do ano passado, a economia brasileira ainda estava em processo de recuperação da crise.

A nova equipe do Ministério explicou que dará ênfase aos resultados considerando a renúncia, pois alega que o mais adequado seria contabilizá-la para quem está abrindo mão delas. Neste caso, ainda que a renúncia seja previdenciária, o secretário gostaria de ver a conta nas Pastas da Saúde, Assistência Social, Educação ou Ciência e Tecnologia, por exemplo. "Vamos dar mais transparência às renúncias", afirmou Rolim.

Tudo o que sabemos sobre:
PrevidênciaLeonardo Rolim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.