Contas de poupança têm saída líquida de recursos em setembro

As contas de caderneta de poupança tiveram em setembro uma perda líquida de R$ 699,190 milhões, de acordo com informação divulgada hoje pelo Banco Central (BC). Ao longo de todo o mês passado, os saques de investimentos em poupança alcançaram a marca dos R$ 57,486 bilhões e os depósitos ficaram em R$ 56,787 bilhões. Em agosto, a perda de recursos da poupança havia sido de R$ 1,249 bilhão, com os saques ficando em R$ 60,523 bilhões e os depósitos somando o equivalente R$ 59,274 bilhões.Neste mês de outubro, a poupança tinha uma perda de recursos acumulada de R$ 824,617 milhões até o último dia 19. No período, as retiradas de investimentos em poupança ficaram em R$ 36,485 bilhões e os depósitos foram de R$ 35,660 bilhões.Aplicações cresceram em setembroApesar do resultado negativo das captações de recursos, o saldo total das aplicações em poupança cresceu em setembro com relação a agosto de R$ 160,807 bilhões para R$ 161,306 bilhões. A explicação é que os rendimentos creditados em poupança durante o mês passado ficaram em R$ 1,198 bilhão, valor superior ao das perdas de captação.No último dia 19, o saldo aumentou um pouco mais e alcançou os R$ 161,327 bilhões. Os rendimentos creditados durante o período somaram o equivalente a R$ 845,230 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.