Contas de telefone fixo devem subir 7%

As contas de telefone ficarão mais caras esta semana. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deve divulgar nesta terça-feira o reajuste anual das tarifas da telefonia fixa, que deverão subir cerca de 7%. Enquanto isso, na quinta-feira, o Superior Tribunal de Justiça continuará o julgamento sobre o reajuste do ano passado. As empresas do setor apresentaram recurso contra a decisão da Justiça, que reduziu o porcentual de 2003, de 25% para 14% em média. O aumento das contas considera a correção do IGP-DI, que nos últimos 12 meses acumulou valorização de 7,97%. Os contratos de concessão estabelecem que sobre a correção do IGP-DI deve ser aplicado um redutor de produtividade de 1%, resultando no reajuste médio de 6,89% nas tarifas da telefonia local e de 3,2% nos interurbanos. Já as tarifas das ligações internacionais podem ser reduzidas em 8,2%. As negociações entre a Anatel e empresas apontam para um aumento de 7,97% na assinatura básica. Este ano, as empresas abriram mão de reajustar a assinatura acima dos outros itens da cesta de tarifas, como habilitação e pulso. O contrato permite que as concessionárias aumentem um dos itens em até 9% acima do índice oficial de correção. Estima-se que a perda das empresas, desde junho de 2003, esteja entre R$ 1,2 bilhão e R$ 3 bilhões, mas elas já se comprometeram a não aplicar retroativamente a diferença de índices.

Agencia Estado,

28 de junho de 2004 | 01h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.