Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Contas externas têm rombo de US$ 795 milhões em novembro

No acumulado do ano até novembro, o déficit soma US$ 12,114 bilhões, aponta BC

Fabrício de Castro e Fernando Nakagawa, O Estado de S.Paulo

21 Dezembro 2018 | 12h05

BRASÍLIA - Após o superávit de US$ 329 milhões em outubro, o resultado das transações correntes ficou negativo em novembro deste ano, em US$ 795 milhões, informou nesta sexta-feira o Banco Central. A instituição projetava para o mês passado déficit de US$ 1,7 bilhão na conta corrente.

O número do mês passado ficou dentro do levantamento realizado pelo Projeções Broadcast, que tinha intervalo de déficit de US$ 3 bilhões a déficit de US$ 500 milhões (mediana negativa de US$ 1,680 bilhão). O déficit do mês passado representa o melhor resultado para novembro desde 2016 (déficit de US$ 210 milhões).

A balança comercial registrou saldo positivo de US$ 3,576 bilhões em novembro, enquanto a conta de serviços ficou negativa em US$ 2,711 bilhões. A conta de renda primária também ficou deficitária, em US$ 1,901 bilhão. No caso da conta financeira, o resultado ficou negativo em US$ 25 milhões.

No acumulado do ano até novembro, o rombo nas contas externas soma US$ 12,114 bilhões. A estimativa do BC, atualizada em no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) desta semana, é de déficit em conta corrente de US$ 17,6 bilhões em 2018 e de US$ 35,6 bilhões em 2019.

Já nos 12 meses até novembro deste ano, o saldo das transações correntes está negativo em US$ 14,020 bilhões, o que representa 0,74% do Produto Interno Bruto (PIB). Este porcentual de déficit ante o PIB é o menor desde junho (0,69%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.