Continental Airlines tem prejuízo de US$ 37 mi

A companhia aérea Continental Airlines Inc. anunciou um prejuízo líquido de US$ 37 milhões (US$ 0,58 por ação) no terceiro trimestre até 30 de setembro de 2002, ante um lucro líquido de US$ 3 milhões (US$ 0,05 por ação) em igual período de 2001. A receita no trimestre caiu para US$ 2,17 bilhões, de US$ 2,22 bilhões no ano passado. O resultado do período inclui um custo de US$ 63 milhões relativo a encargos e um ganho de US$ 243 milhões decorrente de concessão do governo norte-americano relacionado com a Lei de Estabilização.A estimativa dos analistas era de um lucro por ação de US$ 0,74 no trimestre. A quinta maior companhia aérea dos EUA atribuiu o prejuízo aos custos com segurança, tributos e restrição imposta pelo governo federal com respeito a oportunidades de receita, desde os atentados de 11 de setembro, o que reduziu o lucro operacional em US$ 65 milhões por trimestre. Além disso, o risco de guerra e outros custos com seguro subiram US$ 20 milhões, em relação ao terceiro trimestre de 2001. A receita com passageiros declinou 3% no período para US$ 2,04 bilhões, de US$ 2,1 bilhões em 2001, devido a declínios na capacidade e tráfego, juntamente com os descontos oferecidos pelo setor aéreo. A Continental encerrou o trimestre com aproximadamente US$ 1,3 bilhão em caixa e investimentos de curto prazo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.