Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Contração da economia espanhola é a maior desde 1970

PIB recuou 1,8% no primeiro trimestre em relação ao quarto trimestre e caiu 2,9% na comparação anual

Nathália Ferreira, Agência Estado

14 de maio de 2009 | 08h32

A produção econômica da Espanha caiu no maior ritmo já registrado no primeiro trimestre, em meio ao colapso do boom do setor de construção, mostraram dados preliminares do Instituto Nacional de Estatísticas (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) do país encolheu 1,8% no primeiro trimestre em relação ao quarto trimestre e caiu 2,9% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado.

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise

Os declínios são os maiores desde o início dos registros do INE, em 1970. Os dados do INE se equiparam à estimativa oferecida pelo Banco da Espanha em 29 de abril. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
Espanharecessãocrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.