finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Contração econômica provocada por juro alto é normal, diz Furlan

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, disse hoje que "é natural que o aumento da taxa de juros provoque contração na economia". Ele fez essa afirmação ao comentar os resultados da Sondagem Industrial, divulgada hoje pela CNI, que mostra desaceleração do ritmo de crescimento da atividade industrial no quarto trimestre de 2004 em relação ao terceiro.Em entrevista ao término da primeira reunião do Conselho Deliberativo da recém-criada Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o ministro lembrou que, também no início de 2004, havia um certo pessimismo no setor produtivo, porque o aquecimento da atividade industrial registrado no fim de 2003 não se manteve. "É um quadro parecido com o que temos hoje", observou.Furlan lembrou no entanto que, a partir de meados de 2004, a economia voltou a se aquecer, reforçando uma perspectiva de crescimento sustentado. Ele acredita que o mesmo ocorrerá em 2005. "Aqui no MDIC, cultivamos o nosso otimismo regulamentar, e acho que são acidentes de percurso o que está acontecendo", afirmou. "Mas, a partir de meados do ano, vamos retomar o crescimento".

Agencia Estado,

02 de fevereiro de 2005 | 18h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.