Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Contratos do SFH terão reajuste de até 5,45%

Em janeiro, as prestações de mutuários de agentes privados do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) com contrato vinculado ao Plano de Equivalência Salarial (PES) terão reajustes de 5,37% ou 5,45%. Mutuários com data-base salarial em novembro e contrato com carência de 60 dias para o repasse do reajuste à prestação terão aumento de 5,45%. Quem tem data-base em dezembro e carência para repasse em 30 dias vai bancar um aumento na parcela em janeiro de 5,37%.Se não obteve aumento salarial equivalente ao da prestação, o mutuário poderá solicitar a revisão de cálculo da parcela ao agente financeiro com o qual tem contrato. É necessário apresentar ao banco os últimos 12 holerites e uma declaração da empresa com os porcentuais de aumento concedidos nesse período.No caso de quem tem contrato pelo (PES) sem cobertura do Fundo de Compensação das Variações Salariais (FCVS), vale lembrar que eventual diferença resultante da revisão da parcela será incorporada ao saldo devedor e terá de ser paga pelo mutuário no fim do contrato. Isso não acontece nos contratos com cobertura do FCVS, porque o governo é responsável pelo saldo residual no fim do financiamento.

Agencia Estado,

02 de janeiro de 2001 | 10h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.