Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Controladora da Varig diz ter sofrido pressões

A Fundação Ruben Berta (FRB) divulgou nota na qual diz ter sofrido pressões políticas e econômicas nos últimos meses. "A Fundação Ruben Berta e a Varig, pioneira da aviação comercial brasileira, com 75 anos de existência, foram submetidas a violentas pressões políticas e econômicas nos últimos meses. Por isto, decidiram dar um basta na intervenção branca a qual foram submetidas. Principalmente, porque não identificaram nos propósitos dos administradores atuais a disposição de dar continuidade nos negócios do grupo, após o dia 30 de novembro, em condições seguras para resguardar o patrimônio dos controladores e para evitar que a maior companhia de transporte aéreo brasileira corra o risco de sucumbir", diz o comunicado da entidade."A Fundação Ruben Berta e a Varig têm consciência de suas responsabilidades sociais, políticas e econômicas e delas não descuidará, diante dos caminhos a seguir para solução dos problemas conjunturais. Especialmente em razão dos relatórios de auditorias, que apontam a Varig como uma empresa viável", prossegue a nota."Apesar da opinião divergente ao memorando de entendimento apresentado recentemente, têm profundo reconhecimento do empenho da equipe técnica do BNDES e dos representantes dos credores na tentativa do encaminhamento de soluções para a situação atual da Varig. Sabem e confiam que, com o apoio dos credores, dos fornecedores, dos funcionários, dos colaboradores e dos milhares de clientes, encontrarão o rumo da recuperação, mantendo em mãos brasileiras o comando da principal companhia de transporte aéreo nacional", finaliza o comunicado.

Agencia Estado,

25 de novembro de 2002 | 18h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.