finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Controladores da Hypermarcas abrem mão de direito de preferência

Os grupos Igarapava Participações e Maiorem decidiram não exercer o direito de preferência de aquisição da participação no controle da Hypermarcas que está sendo vendida pela GP Investimentos e outros acionistas, informou a empresa na madrugada desta terça-feira.

REUTERS

10 de novembro de 2009 | 08h24

O fundo GPCP-4, da GP Investimentos, deixou o grupo de controle da Hypermarcas juntamente com os acionistas Dino Samaja, Gianni Franco Samaja, Heloisa Desiree Samaia, Iolanda Samaia da Silva Coelho, Martha Samaia de Vivo, Andre Alicke de Vivo e Private Equity Partners C.

A participação total envolvida é de 29.720.140 ações ordinárias. O capital total da companhia é formado por 223.100.697 de ações.

Com base na cotação da ação no fechamento da Bovespa na segunda-feira, de 33,80 reais, a operação pode movimentar cerca de 1 bilhão de reais se o lote todo for vendido.

A Hypermarcas também informou que encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido de 3,8 milhões de reais, revertendo prejuízo de 92,4 milhões de reais um ano antes.

O Ebitda teve alta de 47,8 por cento, para 134,2 milhões de reais.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
VAREJOHYPERMARCASPREFERENCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.