Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Conversor de televisão chega primeiro à Rua Santa Ifigênia

Analista de sistemas comprou o seu semana passada

Renato Cruz, SÃO PAULO, O Estadao de S.Paulo

23 de novembro de 2007 | 00h00

Paulo Santos, de 36 anos, é um telespectador privilegiado. Desde a quarta-feira da semana passada ele assiste a TV digital aberta brasileira antes mesmo da estréia, marcada para 2 de dezembro. O analista de sistemas comprou seu conversor, também chamado set-top box, na Rua Santa Ifigênia, que concentra lojas de eletrônicos no centro de São Paulo. O grande varejo começa a receber nos próximos dias o conversor de TV digital.Santos pagou R$ 950 pelo equipamento. A marca é Zinwell, empresa taiwanesa que também fabrica os equipamentos vendidos pela Semp Toshiba. "Minha mulher ficou brava de eu ter gastado tudo isso no conversor", afirmou Santos. "Mas depois ela achou fantástica a imagem." As emissoras estão em fase de teste, mas já existe bastante coisa no ar. A Rede Globo transmitiu na quarta-feira o jogo da seleção brasileira em alta definição, a partir do Morumbi.A TV digital tem imagem melhor que a do DVD. A imagem é formada por 480 linhas na televisão analógica, enquanto a de alta definição chega a 1.080 linhas. A TV digital também tem tela mais larga, no formato widescreen, que a TV convencional. Antes de comprar o equipamento, na quarta, o analista de sistemas havia visitado a Santa Ifigênia no sábado. Não encontrou o conversor, mas deixou encomendado. Quando a loja recebeu o conversor, durante a semana, ligou para ele, avisando-o para ir buscar."O equipamento é superbom", disse Santos. Ele ligou o conversor numa televisão de 40 polegadas, com tela de cristal líquido, da Sony. O modelo dele, que não é tão novo, não tem entrada digital, chamada de HDMI. Ele usou um cabo de alta definição, mas analógico, conhecido como vídeo componente.Santos consegue assistir às novelas Duas Caras, da Globo, e Dance Dance Dance, da Bandeirantes, em alta definição, mesmo durante os testes. A última Tela Quente, da Globo, foi transmitida em alta definição e com duas opções de áudio: dublado em português e original em inglês. "Não tinha legendas", disse o analista de sistemas."Agora ficou ruim ver a TV normal", disse Santos. Ele disse que o contraste é grande quando assiste aos programas que estão em definição normal. O analista de sistemas é assinante da TVA que, apesar de digital, não tem os canais abertos em alta definição.A empresa de TV paga espera oferecer conversores de alta definição para seus clientes a partir de janeiro. Quem comprou as caixas de alta definição da TVA na promoção da Copa do Mundo terá o equipamento trocado sem custos. A empresa vai adotar uma plataforma tecnológica nova.Santos não se considera um consumidor ávido de novidades de tecnológica. "O videogame aqui de casa ainda é o Playstation 2", afirmou. A versão mais nova do jogo eletrônico já é a três. Ele ligou o conversor na antena UHF coletiva do prédio. "Sei que o preço vai cair, mas valeu a pena."Mais informações no site http://link.estadao.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.