Torcedores fizeram um milhão de ligações nos jogos de estreia das arenas da Copa

Tráfego equivale ao envio de 7 milhões de fotos; Maior número de ligações foi no jogo entre Argentina e Bósnia

Mariana Sallowicz, Agência Estado

18 de junho de 2014 | 17h02

RIO - Os torcedores fizeram cerca de 1 milhão de ligações de celular durante os jogos de estreia das 12 arenas que sediam a Copa do Mundo, mostra balanço feito pelo SindiTelebrasil (sindicato das operadoras).

Foram registradas 7,6 milhões de mensagens, incluindo envio de e-mails, imagens e mensagens multimídia. Esse tráfego de dados equivale ao envio de mais de 7 milhões de fotos, com tamanho médio de 0,55 MB

"As redes de telefonia celular e de banda larga móvel instaladas pelas prestadoras nas arenas estrearam bem nos primeiros jogos da Copa do Mundo, garantindo o atendimento à alta demanda dos torcedores que compareceram aos estádios, especialmente pelo crescente uso de smartphones", informou em nota o sindicato.

O maior número de ligações foi registrado na partida entre Argentina e Bósnia Herzegovina, realizada no último domingo (15), no Maracanã (Rio). Foram 154.729 chamadas de voz com duração média de 2,4 minutos. O levantamento considera as movimentações três horas antes e duas horas depois do jogo.

A partida entre Brasil e Croácia, na abertura do Mundial, na Arena São Paulo no último dia 12, teve o segundo maior número de ligações, num total de 134.905 chamadas com média de 2,4 minutos.

De acordo com o sindicato, os torcedores fizeram 7,6 milhões de comunicações de dados, incluindo envio de e-mail, imagens e mensagens multimídia. Esse tráfego de dados equivale ao envio das mais de 7 milhões de fotos, com tamanho médio de 0,55 MB (megabyte).

O maior volume de dados trafegados ficou concentrado na tecnologia 3G, com 3,9 milhões de comunicações. O tráfego pelas redes de WiFi foi equivalente a 2,6 milhões de comunicações de dados e, o da tecnologia 4G, a 1,1 milhão. "De uma maneira geral, o tráfego de dados teve seu pico um pouco antes do início dos jogos e se manteve em níveis elevados até o início do segundo tempo".

Em relação às ligações, o maior volume ocorreu antes das partidas, "demonstrando um comportamento típico dos usuários em grandes eventos, em que o uso do celular para ligações de voz se dá de forma mais intensa na chegada ao local, enquanto o uso de dados é mais elevado no início da partida".

Segundo o SindiTelebrasil, nos estádios onde as administradoras autorizaram as prestadoras a instalarem o WiFi gratuito, verificou-se uma migração de parte do tráfego de voz para aplicativos de mensagens instantâneas, ou seja, em vez de ligar o cliente preferiu trocar mensagens. "A rede do WiFi, nas arenas onde foi instalada, também reforçou a capacidade de transmissão de dados, que trafegavam inicialmente apenas pelas redes de 3G e 4G".

Os estádios que possuem o WiFi gratuito são a Arena Fonte Nova (Salvador), Arena Pantanal (Cuiabá), Arena Amazônia (Manaus), Estádio Nacional (Brasília), Estádio Beira-Rio (Porto Alegre), e Maracanã (Rio).

As operadoras de telefonia instalaram 4.738 antenas nas arenas. As empresas fizeram uma parceria para a implantação de um projeto único na instalação da infraestrutura de telefonia móvel e banda larga, com investimentos de R$ 226 milhões e infraestrutura compartilhada.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.