Copel emitirá R$ 400 milhões em títulos para pagar dívida

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) vai emitir R$ 400 milhões em debêntures para pagar US$ 150 milhões em eurobônus que vencem no fim deste mês, disse um porta-voz da empresa. "O principal objetivo é reduzir a dívida em moeda estrangeira e substituí-la por reais", disse o porta-voz. A nova emissão também vai alongar o vencimento da dívida da Copel, acrescentou. A emissão está sendo coordenada pelo Banco do Brasil e deverá ser concluída até o fim do mês, disse o porta-voz, confirmando informações publicadas pela Gazeta Mercantil. As debêntures devem pagar a taxa de juro do CDI mais 1,5%. Os papéis também deverão ter uma opção de compra (call) depois de dois anos. Os bancos participantes, que incluem o HSBC, o Bradesco, o Santander, o Unibanco e o Itaú, vão garantir a colocação de todas as debêntures, disse o porta-voz. A quitação dos eurobônus também liberariam caixa para a Copel realizar investimentos estimados em R$ 490 milhões planejados para este ano, disse o executivo-chefe da empresa, Rubens Ghilardi, ao jornal. A Copel planeja investir R$ 260 milhões em seus sistemas de transmissão e mais R$ 170 milhões na área de distribuição. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.