Copersucar avalia oferta de ações e cria empresa de transporte

A Copersucar, uma das maiores companhias do setor de açúcar e etanol no Brasil, avalia realizar uma oferta inicial de ações, mas ainda não há previsão para a realização da operação, disse nesta quinta-feira o presidente-executivo da empresa, Paulo Roberto de Souza.

REUTERS

20 de janeiro de 2011 | 15h02

Ele acrescentou que os eventuais recursos da oferta seriam utilizados para investimentos na melhora da logística e também em marketing.

Em entrevista a jornalistas, ele disse também que a companhia está criando uma empresa para administrar operações de embarques, que poderá afretar navios por toda a temporada, o que deverá reduzir custos e também o tempo de espera para embarques nos portos.

Segundo Souza, outras seis usinas deverão se juntar à empresa na temporada 2011/12, elevando a capacidade de esmagamento da companhia para 22 por cento do total processado no país.

A Copersucar, que foi uma cooperativa até 2008, tornou-se uma companhia que negocia açúcar e etanol. Atualmente, conta com cerca de 50 usinas associadas.

Em novembro último, Souza disse que as companhias associadas deverão processar 138 milhões de toneladas de cana na nova safra, com a produção de açúcar subindo 14 por cento ante 2010/11, para 8 milhões de toneladas, das quais 6 milhões de toneladas irão para a exportação.

A companhia prevê vendas de 5 bilhões de litros de etanol em 2011/12, o que seria um aumento de 16 por cento na comparação com a safra 2010/11.

(Reportagem de Reese Ewing)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSACUCARCOPERSUCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.