Copom decide manter taxa selic em 13,75% ao ano sem viés

Decisão foi unânime; ambiente de maior incerteza motivou a manutenção da taxa, segundo nota do BC

Fernando Nakagawa e Fabio Graner, da Agência Estado

29 Outubro 2008 | 20h08

O Comitê de Política Monetária do Banco Central  (Copom) decidiu nesta quarta-feira, 29, manter a taxa Selic estável em 13,75% ao ano. A justificativa para a decisão foi o ambiente de maior incerteza. "Avaliando o cenário prospectivo e o balanço de riscos para a inflação em ambiente de maior incerteza, o Copom decidiu por unanimidade neste momento manter a taxa Selic em 13,75% ao ano, sem viés", afirma a nota à imprensa do Banco Central.  Veja também:Veja os reflexos da crise financeira em todo o mundoVeja os primeiros indicadores da crise financeira no BrasilLições de 29Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitosEspecialistas dão dicas de como agir no meio da crise Dicionário da crise   Entre os analistas, prevalecia a aposta de que a Selic permaneceria no atual patamar. Entre as instituições financeiras consultadas pelo AE Projeções, a expectativa majoritária é de que o Comitê de Política Monetária (Copom) deveria manter a Selic nos atuais 13,75% ao ano. De um total de 63 casas consultadas, 39 esperavam a manutenção da taxa, 21 com uma elevação de 0,50 ponto porcentual e apenas três aguardam acréscimo de 0,25 ponto porcentual. A ata da reunião será divulgada em 6 de novembro, próxima quinta-feira, às 8h30.A próxima reunião do Copom ocorre nos dias 9 e 10 de dezembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.