Copom eleva juro a 12,50% e indica que pode parar ciclo

O Copom elevou a taxa básica de juros em mais 0,25 ponto nesta quarta-feira, para 12,50 por cento ao ano, confirmando as expectativas do mercado, e deixou em aberto seus próximos passos.

REUTERS

20 de julho de 2011 | 19h32

"Avaliando o cenário prospectivo e o balanço de riscos para a inflação, o Copom decidiu, por unanimidade, neste momento, elevar a taxa Selic para 12,50 ao ano, sem viés", disse o Comitê de Política Monetária em um comunicado.

A nota desta noite elimina a expressão "por um período suficientemente prolongado" que apareceu nas duas últimas reuniões do Copom, abrindo a possibilidade de a alta desta quarta-feira ter sido a última do atual ciclo de aperto.

Pesquisa da Reuters na semana passada mostrou 14 de 16 economistas projetando uma nova alta da Selic em agosto.

O BC já elevou a Selic em 1,75 ponto percentual desde janeiro, incluindo a decisão desta quarta-feira, em um esforço para conter a inflação. Apesar de ter desacelerado em julho, o índice de inflação ao consumidor IPCA segue acima do teto da meta do governo de 6,5 por cento no acumulado em 12 meses.

(Reportagem de Isabel Versiani e Maria Carolina Marcello)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENSELICATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.