Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Copom faz última reunião sob pressão

Analistas apostam na manutenção dos juros em 13,75% ao ano, principalmente por causa da valorização do dólar

Leandro Modé, O Estadao de S.Paulo

08 de dezembro de 2008 | 00h00

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) realiza amanhã e quarta-feira sua última reunião de 2008. A maioria absoluta dos analistas acredita que o BC manterá a taxa básica de juros (Selic) em 13,75% ao ano. A principal justificativa para a aposta é a valorização de mais de 40% do dólar ante o real de setembro para cá. No entanto, nas últimas semanas, as taxas de juros futuras mantiveram uma tendência de queda a despeito da desvalorização da moeda brasileira. Isso pode indicar que, na avaliação dos investidores, a expressiva desaceleração da atividade econômica e a forte queda das commodities internacionais estão compensando a alta do dólar aqui dentro. Outro dado importante, ainda que espelhe o que ocorreu no passado, é o Produto Interno Bruto (PIB) do 3º trimestre, que será divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) amanhã. A expectativa mais freqüente dos analistas é de uma expansão de 6% em relação a igual período de 2007. No exterior, os analistas continuarão atentos aos dados que medem a temperatura da atividade econômica. As informações recentes, como o relatório de emprego dos Estados Unidos relativo a novembro, foram negativas e elevaram a aposta em uma recessão longa e profunda no país. Nesta sexta-feira, sai o resultado das vendas no varejo referente a novembro. A previsão é de uma queda de 1,8% em relação ao mês anterior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • O Pix é seguro? Veja dicas de especialistas sobre o sistema de pagamentos
  • 13º salário: quem tem direito, datas e como a pandemia pode afetar o cálculo
  • Renda básica: o que é, quais os objetivos e efeitos e onde é aplicada

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.