Copom inicia hoje reunião mensal para reavaliação da taxa Selic

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central inicia hoje, a partir das 15 horas, a reunião mensal de dois dias para reavaliar a Selic, a taxa básica de juros da economia, atualmente em 16,25% ao ano. A decisão será conhecida amanhã. No mês passado, após quatro meses de manutenção dos juros no patamar de 16% ao ano, o Comitê decidiu pela elevação a taxa em 0,25 ponto porcentual.A pesquisa divulgada ontem pelo BC revela que os analistas esperam mais uma alta dos juros neste mês. A projeção média das empresas e instituições financeiras consultadas pelo BC indica que a Selic deverá ser elevada dos atuais 16,25% ao ano para 16,50%. A pesquisa revela ainda que os analistas continuam apostando que o Copom elevará gradualmente a Selic até o final deste anos. A previsão é de que a taxa chegará a 17% ao ano em dezembro.A definição da taxa de juros toma por base o comportamento da inflação. De forma simplificada, isso significa que, para manter os preços controlados, o Banco Central eleva as taxas e, desta forma, inibe o consumo, reduzindo a pressão de alta sobre os preços.O patamar de inflação que baliza as decisões do Comitê é a meta de inflação, que este ano é de 5,5%, com margem de variação de 2,5 pontos porcentuais para cima ou para baixo. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é usado como referência para a meta de inflação. No acumulado deste ano, até setembro, o IPCA praticamente já atingiu o centro da meta, em 5,49%. A pesquisa do BC revelou que a previsão para analistas é de que o IPCA acumulará em 2004 uma alta de 7,16%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.