Copom japonês deve ajudar as empresas

As empresas japonesas ainda não estão otimistas sobre as condições futuras para a captação de recursos, advertiu a maioria dos membros do comitê de política monetária do Banco do Japão (BOJ, o banco central do país) na reunião ocorrida nos dias 14 e 15 julho, segundo a ata divulgada ontem. É sinal de que programas especiais para ajudar as empresas a levantar capital podem ser novamente prorrogados. Para a maioria dos membros, as condições financeiras mantiveram-se apertadas. E as incertezas sobre o ritmo da recuperação levam ao pessimismo das empresas sobre as condições futuras de financiamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.