Copom mantém juro básico em 11,25% ao ano

É a quarta vez seguida que o Copom decide não mexer nos juros. Decisão foi tomada de forma unânime

Agência Estado,

05 de março de 2008 | 19h32

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu manter os juros básicos da economia brasileira (taxa Selic) em 11,25% ao ano, confirmando a previsão da maioria das instituições financeiras. "O comitê irá monitorar atentamente a evolução do cenário macroeconômico até a sua próxima reunião, para então definir os próximos passos na sua estratégia de política monetária", afirmou o BC em breve comunicado. Veja também:Confira a evolução da Selic desde o início do governo LulaFiesp lamenta Selic e admite que críticas são repetitivas É a quarta vez seguida que o Copom decide não mexer nos juros. A última ocasião em que os diretores do BC alteraram a taxa (houve corte de 0,25 ponto porcentual, para o atual nível de 11,25% ao ano) foi em 5 de setembro do ano passado. Nos demais encontros, de 17 de outubro, 5 de dezembro e 23 de janeiro, a taxa Selic ficou estável. A próxima reunião do Copom está agendada para os dias 15 e 16 de abril. A projeção de mercado, de acordo com o relatório Focus divulgado pelo BC no início desta semana, é que a taxa Selic só deverá voltar a cair em 2009, fechando o ano que vem no patamar de 10,50% ao ano. Para 2008, o mercado financeiro não trabalha com nenhuma redução de juro pelo Copom. Juro real O Brasil voltou a ter o maior juro real do mundo, segundo levantamento da consultoria UPTrend. De acordo com cálculos da consultoria, o juro real (descontada a inflação) do Brasil é atualmente de 6,73% ao ano. A Turquia, ex-líder no ranking, voltou a reduzir sua taxa nominal de juros (para 15,25% ao ano, atualmente) e agora tem taxa real de 6,69% ao ano.

Tudo o que sabemos sobre:
CopomSelic

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.