Copom mantém taxa de juro em 8,75%

Decisão foi unânime; próxima reunião só ocorrerá em 26 e 27 de janeiro

estadão.com.br,

09 de dezembro de 2009 | 19h54

O Comitê de Política Monetária decidiu manter a taxa de juros em 8,75% ao ano como já era esperado pelo mercado. Essa foi a última reunião do ano e agora a próxima só ocorrerá em 26 e 27 de janeiro.

 

Hoje, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, avaliou, após a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), que não vê razões para que o Banco Central (BC) eleve a taxa básica de juros no ano que vem em decorrência das medidas fiscais expansionistas anunciadas hoje. "Não vejo interferência no comportamento da taxa de juros. O comportamento da economia está equilibrado", afirmou o ministro, em entrevista coletiva.

 

Mantega disse que o comportamento da inflação "está muito bom". O ministro afirmou ainda que trabalha com a manutenção da taxa Selic em 8,75% no ano que vem. Segundo ele, essa é a projeção do Ministério da Fazenda para o próximo ano.

 

As afirmações do ministro foram dadas em resposta às perguntas de jornalistas, interessados em saber a sua avaliação sobre o impacto das medidas anunciadas hoje na evolução da taxa básica de juros. "Repito, a inflação está sob controle." Mantega disse também que o crescimento do País entre 5% e 5,5% é possível no ano que vem, sem que haja o risco para a inflação.

 

(com Adriana Fernandes, da Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:
Copomjuros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.