Copom mantém taxa Selic em 8,75% ao ano

Decisão foi unânime; próxima reunião só ocorrerá em 26 e 27 de janeiro

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, FLAVIO LEONEL E FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

09 de dezembro de 2009 | 19h52

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu hoje manter a taxa Selic em 8,75% ao ano, nível em que se encontra desde a reunião de 22 de julho deste ano. A decisão dos membros do Copom foi unânime. A Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira e no início de 2009 estava em 12,75% ao ano.

 

especialA trajetória da taxa Selic no governo Lula

Na reunião do Copom de março deste ano havia caído para 11,25%, no final de abril para 10,25%, em junho para 9,25% e finalmente em julho o último corte no período recente, para 8,75% ao ano.

A decisão de manter o juro básico em 8,75% no último encontro sobre política monetária deste ano já era amplamente prevista pelo mercado financeiro e economistas.

 

Levantamento realizado pela Agência Estado com 60 instituições mostrou que havia unanimidade em torno desta estimativa e que a grande dúvida, representada por uma série de previsões divergentes, está relacionada ao futuro da Selic em 2010, quando a atividade econômica aquecida no País tende a obrigar a autoridade monetária a retomar o processo de elevação nos juros como medida preventiva para evitar riscos ao cumprimento da meta de inflação, especialmente de 2011.

 

Conforme as expectativas coletadas com as mesmas casas consultadas, a taxa básica deverá fechar 2010 em até 12,75% ao ano, o que representaria um acréscimo de 4 pontos porcentuais em relação ao nível atual.

Tudo o que sabemos sobre:
jurostaxa SelicCopomBanco Central

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.