Copom reduz juro para 15,75%

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu hoje reduzir a Selic, a taxa básica de juros da economia, para 15,75% ao ano. Isso significa um corte de 0,75 ponto porcentual no juro anterior, que estava em 16,5% ao ano. A decisão do Comitê foi tomada de forma unânime e não inclui viés, o que significa que a taxa permanecerá neste patamar até a próxima reunião do Comitê, marcada para os dias 30 e 31 de maio. Na reunião ocorrida em março, o Copom também havia reduzido a Selic em 0,75 ponto percentual. Mas, na ocasião, houve três votos pela redução da taxa Selic em 1 ponto. A redução da Selic decidida hoje já era esperada pelo mercado financeiro e é a sétima consecutiva desde setembro de 2005. Neste patamar de 15,75%, o juro volta para o patamar da reunião de 21 de março de 2001. Ao final da reunião, o Comitê divulgou nota em que destaca: "Dando prosseguimento ao processo de flexibilização da política monetária iniciado na reunião de setembro de 2005, o Copom decidiu, por unanimidade, reduzir a taxa Selic para 15,75% ao ano, sem viés, e acompanhar a evolução do cenário macroeconômico até sua próxima reunião, para então definir os próximos passos na sua estratégia de política monetária". No comunicado da reunião de hoje há uma alteração: o trecho sobre "acompanhar a evolução do cenário macroeconômico até a sua próxima reunião para, então, decidir os próximos passos na sua estratégia de política monetária" não constava do comunicado anterior. A ata da reunião de hoje será divulgada às 8h30 de quinta-feira da próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.