Copom reduz Selic de 24,5% para 22% ao ano

O Comitê de Política Monetária (Copom), em sua reunião mensal terminada hoje, decidiu reduzir a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 2,5 pontos porcentuais, sem colocação de viés, o que significa que a taxa fica neste patamar até a próxima reunião, em setembro. Com isso, a taxa que estava em 24,5% ao ano passou para 22% ao ano. A decisão foi tomada de forma unânime pelos membros do Comitê e supera as expectativas do mercado."Dados divulgados desde a última reunião do Copom confirmam os resultados positivos obtidos pela política monetária em fazer a inflação convergir para a trajetória das metas. Diante deste quadro, e dentro de uma estratégia gradualista de flexibilização da política monetária, o Copom decidiu fixar a taxa Selic em 22% ao ano, sem viés", diz a nota divulgada ao final da reunião.Este é o terceiro corte de juros no governo Lula, que iniciou seu mandato com a Selic em 25% ao ano. Na primeira reunião do Comitê sob o comando do presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, em janeiro, a Selic passou para 25,50% ao ano e foi elevada em mais um ponto porcentual na reunião de fevereiro. Os juros subiram, portanto, para 26,5% ao ano, patamar que foi mantido até junho, quando ocorreu a primeira redução, de 0,5 ponto porcentual, passando para 26% ao ano. Na reunião do mês passado, o corte foi de 1,5 ponto porcentual, caindo para 24,5% ao ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.