Copom reduz Selic para 15,25% ao ano

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu hoje reduzir a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 0,5 ponto porcentual. Com isso, o juro, que estava em 15,75% ao ano, passou para 15,25% ao ano. A queda de hoje é a oitava seguida desde setembro do ano passado, quando a taxa foi reduzida de 19,75% para 19,50%. Contudo, marca a redução do ritmo de afrouxamento monetário, depois de dois meses consecutivos com cortes de 0,75 ponto porcentual.A decisão do Comitê já era esperada pela maioria das instituições financeiras. As expectativas de 48 de um total de 50 instituições financeiras consultadas pela Agência Estado eram de queda de 0,50 ponto porcentual. Com a queda hoje para 15,25% ao ano, a queda dos juros acumulada desde setembro de 2005 é de 4,5 pontos porcentuais.Com o corte de 0,50 ponto para 15,25%, os juros voltam ao mesmo patamar de fevereiro de 2001. Este também é o menor nível de juros já fixado pelo Copom desde 1999, quando passou a operar com a mesma sistemática de hoje. A decisão, que foi tomada de forma unânime pelos membros do Comitê, não inclui viés, o que significa que a taxa permanecerá neste patamar até a próxima reunião do Comitê, que será realizada nos dias 18 e 19 de julho. A ata da reunião de hoje será divulgada às 8h30min do dia 8 de junho, quinta-feira da próxima semana.O comunicado divulgado após o fim da reunião foi idêntico ao da última reunião, realizada em 19 de abril. O texto diz o seguinte: "Dando prosseguimento ao processo de flexibilização da política monetária iniciada na reunião de setembro de 2005, o Copom decidiu, por unanimidade, reduzir a taxa Selic para 15,25% ao ano, sem viés, e acompanhar a evolução do cenário macroeconômico até sua próxima reunião, para então decidir os próximos passos em sua estratégia de política monetária".

Agencia Estado,

31 de maio de 2006 | 18h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.