Copom reduz Selic para 20% ao ano

O Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a Selic, a taxa básica de juros da economia, em dois pontos porcentuais. Com isso, a taxa, que estava em 22% ao ano, passou para 20% ao ano. Este é o patamar mais baixo dos juros desde setembro do ano passado. O Comitê não colocou nenhum viés na taxa Selic, o que significa que não haverá nenhuma mudança nos juros até a próxima reunião. A decisão, que é resultado da reunião mensal do Comitê, veio dentro do esperado pelos analistas. As apostas oscilavam no intervalo de 1,5 a 3 pontos porcentuais.A nota do Comitê, divulgada ao final da reunião, destaca que "dadas as perspectivas favoráveis para a trajetória futura da inflação, o Copom decidiu por unanimidade dar continuidade à flexibilização da política monetária e fixar a taxa Selic em 20% ao ano, sem viés". A ata da reunião do Copom encerrada hoje será divulgada às 8h30 da próxima quinta-feira, dia 25, e a próxima reunião do Comitê está marcada para os dias 21 e 22 de outubro.Mercado financeiroO mercado financeiro não trabalhou hoje com nenhuma certeza em relação à decisão do Copom, mas a aposta mais comum era por um corte de dois pontos porcentuais, segundo informou a editora Lucinda Pinto. No mercado de juros futuros, os contratos com vencimento em outubro de 2003, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), encerraram o dia pagando 19,78% ao ano, frente a 19,97% ao ano ontem.A Bolsa de Valores de São Paulo encerrou o dia no patamar máximo, em 16.492 pontos, apontando alta de 1,37%. O dólar comercial fechou em queda 0,07%, cotado a R$ 2,9110 na ponta de venda dos negócios.

Agencia Estado,

17 de setembro de 2003 | 18h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.