Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Copom reitera contribuição externa e atenção à demanda interna

O Comitê de Política Monetária(Copom) reiterou que o cenário externo está contribuindopositivamente para a inflação, mas ressaltou que seguirávigilante aos preços, devido à demanda interna robusta e aosefeitos dos cortes passados de juros, mostrou a ata da reuniãode julho. No documento, publicado nesta quinta-feira, o Copom citaque "a partir de determinado ponto", a flexibilização dapolítica monetária pedirá uma maior parcimônia. "As influências de fatores externos e internos sobre obalanço de riscos para a trajetória esperada da inflaçãocontinuaram atuando em direções opostas", afirmou a ata. Na reunião de 17 e 18 de julho, o Copom reduziu a taxa dejuro em 0,50 ponto percentual, para 11,50 por cento por quatrovotos, sendo que três membros optaram por 0,25 ponto. Noencontro anterior, em junho, o placar foi de 5 a 2 votos. Os membros dissidentes viram que um corte de 0,25 pontocontribuiria para estender o processo de flexibilização. (Por Vanessa Stelzer e Angela Bittencourt)

REUTERS

26 de julho de 2007 | 09h42

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSBACENATA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.