Coreanas veem rivalidade em eletrônicos crescer

Com demanda global se recuperando, empresas se preparam para cenário de concorrência mais acirrada

REUTERS, O Estadao de S.Paulo

20 de março de 2010 | 00h00

As gigantes de tecnologia Samsung Electronics e LG Electronics reforçaram o otimismo do mercado quanto a uma forte recuperação da demanda por eletrônicos, mas alertaram que a competição entre os rivais mundiais está esquentando. Os comentários da Samsung, maior fabricante mundial de telas planas LCD e chips de memória e segunda maior fabricante de celulares, surgiram enquanto a empresa se prepara para anunciar lucro recorde este ano, com seus principais negócios beneficiados pela melhora na economia mundial.

Tanto Samsung quanto LG ganharam mercado com relação a empresas japonesas, como Sony e Sharp, e se tornaram marcas mundiais. Mas as rivais estão se reestruturando e reforçando suas linhas de produtos.

"As empresas japonesas certamente encararão o problema (de perda de mercado) e medidas agressivas de marketing da Samsung, como reação, podem prejudicar suas margens de lucro", disse Kim Young-june, analista da LIG Investment & Securities. No ano passado a Samsung superou a Hewlett-Packard como maior companhia mundial de eletrônica em termos de vendas, com faturamento de US$ 121 bilhões.

A Samsung concorre com a Nokia, da Finlândia, e com a LG em celulares, com a Hynix e a U. S. Micron Technology em chips de memória, e com a Sharp e a Sony em TVs de tela plana.

Samsung e LG controlam, juntas, mais de 30% do mercado mundial de celulares, mas sua participação no crescente mercado de celulares inteligentes é inferior a 5%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.