Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Coréia do Sul anuncia pacote para o setor imobiliário

Como parte dos esforços para apoiar o enfraquecido setor imobiliário, o governo da Coréia do Sul anunciou nesta segunda-feira uma série de medidas para o próximo ano, incluindo um pacote de 4,1 trilhões de wons (US$ 3,17 bilhões) destinado à compra de apartamentos e terrenos. O anúncio foi feito num momento de queda dos preços dos imóveis, em meio à desaceleração econômica global e à fraca demanda doméstica, obrigando incorporadoras e empresas de construção a lidarem com um excesso de estoques. O governo gastará no ano que vem 1,5 trilhão de wons para comprar, por meio de acordos de recompra, 10 mil apartamentos novos não vendidos, o triplo do que foi gasto neste ano. A compra de terrenos das companhias de construção vai totalizar 2,6 trilhões de wons, ante 400 bilhões de wons gastos neste ano.De acordo com dados do governo, o número de apartamentos novos não vendidos aumentou para 157 mil até setembro, contra 102 mil há uma década, quando o país teve de aceitar a ajuda do Fundo Monetário Internacional (FMI) durante a crise asiática. As informações são da Dow Jones.

HÉLIO BARBOZA, Agencia Estado

22 de dezembro de 2008 | 02h49

Tudo o que sabemos sobre:
criseCoréiapacoteimobiliário

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.