carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Coreia do Sul libera importação de carne do Brasil

A Coreia do Sul vai iniciar a importação de carne bovina do Brasil. Depois de muita negociação entre os governos dos dois países, os coreanos reconheceram o status sanitário brasileiro e autorizaram, pela primeira vez, o embarque de carne termoprocessada para aquele País. "O volume pode não ser tão grande, mas esse é um avanço importante, já que entramos no mercado asiático. Nosso próximo passo é conseguir a autorização para exportar carne in natura para os coreanos", afirma Otavio Cançado, diretor executivo da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec).

ALEXANDRE INACIO, Agencia Estado

23 de outubro de 2009 | 16h00

A Coreia do Sul é o quinto maior importador de carne bovina do mundo. A expectativa é que neste ano sejam importadas 350 mil toneladas do produto. A importância de ter acesso àquele mercado é mais política do que financeira, já que os sul-coreanos estão entre os mais exigentes do mundo, do ponto de vista sanitário. "Com o reconhecimento da Coreia do Sul, temos condições de avançar nas negociações com o Japão, que já compra o produto termoprocessado do Brasil", afirma Cançado.

Os governos do Brasil e da Coreia do Sul devem decidir em breve qual será o sistema para habilitar os frigoríficos para exportação. A primeira possibilidade é que uma missão sul-coreana venha ao Brasil e habilite as unidades. Outra alternativa é que o próprio Ministério da Agricultura brasileiro se responsabilize por certificar as agroindústrias. Atualmente, Bertin, Minerva, JBS, Marfrig e Sadia têm tecnologia para produzir a carne termoprocessada.

Tudo o que sabemos sobre:
carneCoreia do SulBrasilimportação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.