Coreia do Sul vence licitação da Transpetro para compra de aço

Lote será utilizado na construção dos navios petroleiros da primeira etapa do programa de renovação da frota

Kelly Lima, da Agência Estado,

28 de setembro de 2009 | 15h32

O presidente da Transpetro, Sergio Machado, disse nesta segunda-feira, 28, que a Coreia do Sul venceu a mais recente licitação para a compra de aço para a construção dos navios petroleiros da primeira etapa do Programa de Modernização e Renovação de sua frota. Até então, nos seis lotes anteriores, a Coreia ainda não tinha despontado como fornecedora. Venceram os rounds anteriores a China (3), o Brasil (2) e a Ucrânia (1). Ele não revelou o valor da aquisição.

 

Veja também:

linkBrasil e Venezuela adiam aprovação de refinaria

 

No total, segundo Machado, foram comprados até o momento 100 mil toneladas de um volume de 680 mil que serão encomendadas para a construção das 23 embarcações. A compra do aço está sendo negociada diretamente pela Transpetro, que repassa o produto aos estaleiros responsáveis pela realização das obras. O aço está excluído do porcentual que considera o conteúdo nacional das embarcações, porque não houve acordo entre a Transpetro e a indústria nacional para fornecimento aos preços do mercado.

 

Segundo o presidente da Transpetro, as negociações têm sido feitas caso a caso. As encomendas variam por lote e acontecem a cada dois meses. Já foram feitas licitações para a compra de apenas 1 mil e de até 18 mil toneladas de aço num único lote. Indagado sobre a oscilação dos preços no mercado internacional, Machado garantiu que os preços estão "de acordo". "Não vi nenhuma subida de preço. Nós queremos comprar pelo preço do mercado", disse.

 

Os navios do Promef 1 estão previstos para serem entregues até 2013. Por enquanto houve apenas um batimento de quilha no Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Pernambuco. Machado está participando neste momento de cerimônia para nomeação da primeira mulher como comandante de um navio. Além de Machado, está presente ao evento o presidente da BR Distribuidora, José Lima de Andrade Neto. O diretor de Abastecimento da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, era esperado na cerimônia mas não compareceu ao evento.

Tudo o que sabemos sobre:
açoTranspetroCoreia do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.