Coréia enviará missão técnica ao Brasil para avaliar etanol

O governo da Coréia do Sul vai enviar ao Brasil uma missão técnica para avaliar a possibilidade de importar o etanol. A decisão foi anunciada durante um encontro, hoje, entre o ministro do Desenvolvimento Comercial, Luiz Fernando Furlan, e o ministro sul-coreano para o Comércio Exterior, Hyun Chong Kim.Segundo Furlan, o Brasil tem condições de sediar unidades de produção de etanol voltadas exclusivamente para exportação ao país asiático. "A Coréia do Sul é um país altamente dependente de energia e o tem o potencial de se tornar um forte consumidor de etanol", disse Furlan. Na sexta-feira, durante a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Tóquio, a tentativa de venda do etanol também será uma das prioridades do governo brasileiro nos contatos com investidores japoneses.Segundo Furlan, os aviões da Embraer também interessam aos sul-coreanos. "A aviação regional tem boas perspectivas na Coréia do Sul e há inclusive uma possibilidade de estabelecer uma cooperação industrial para que os aviões sejam produzidos conjuntamente para o mercado sul-coreano", informou o ministro.Além disso, Kim manifestou interesse em negociar um acordo de comércio entre a Coréia do Sul e o Mercosul. Segundo Furlan, o ministro sul-coreano conhece a América do Sul e por isso "é um aliado" na estratégia de aproximação comercial dos dois países.Balanço comercialFurlan observou que o balanço comercial entre o Brasil e a Coréia do Sul, que soma cerca de US$ 3 bilhões, é equilibrado. "A Coréia do Sul é o terceiro parceiro comercial do Brasil na Ásia, depois da China e Japão, e apresenta um enorme mercado potencial para os produtos brasileiros", disse o ministro brasileiro.Nos próximos meses, a Agência de Promoção de Exportações do Brasil (Apex) vai promover um estudo de viabilidade no mercado sul-coreano para vários produtos brasileiros, como sucos, alimentos processados e materiais de revestimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.