finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Correção: 8 Estados voltam a vender carne para a Rússia

No texto enviado anteriormente há uma incorreção e uma omissão. Onde se lê "sul do Paraná", no primeiro parágrafo, o correto é "sul do Pará". Também faltou relacionar o Estado de Goiás aos que podem voltar a exportar carne para a Rússia. Segue a nota corrigida.Brasília - A partir de amanhã, oito Estados brasileiros poderão voltar a vender carnes bovina e suína para a Rússia. Na semana passada, o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, anunciou o fim do embargo russo ao produto de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Amazonas e sul do Pará. A restrição ao produto desses Estados vigorava desde dezembro de 2005, ano em que foram diagnosticados casos de febre aftosa nos rebanhos do Mato Grosso do Sul e do Paraná.Para o assessor técnico do Fórum Nacional Permanente de Pecuária de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Paulo Mustefaga, a liberação desses Estados facilitará a logística para a exportação do produto brasileiro. A Rússia absorve 15% da carne bovina e 70% da carne suína exportada pelo Brasil. Mustefaga explicou que, mesmo com o embargo, a Rússia continuou sendo o principal comprador da carne brasileira. De janeiro a outubro deste ano, as vendas para o mercado russo totalizaram US$ 735 milhões, o que representa US$ 25% das exportações totais de carne. Em volume, foram 361 mil toneladas, cerca de 1/3 do que foi destinado ao exterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.