bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Correção: BNDES bate recorde de desembolso

O texto enviado anteriormente contém uma incorreção. O valor das aprovações do BNDES nos 12 meses até setembro, de R$ 89,139 bilhões, não é recorde, ao contrário do que foi informado. As aprovações em 12 meses acumulados até agosto, de R$ 89,7 bilhões, superam o total acumulado até setembro. Já o valor dos desembolsos (crédito efetivamente liberado), de R$ 62,558 bilhões, foi recorde. Segue o texto corrigido.Rio - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) bateu em setembro novo recorde de valor total de desembolso. Nos 12 meses acumulados até o mês passado, a instituição atingiu um total de liberações de R$ 62,558 bilhões. Já as aprovações de projetos somaram R$ 89,139 bilhões.O presidente da instituição, Luciano Coutinho, destacou a diferença entre os dois números e a necessidade de buscar mais recursos, já que as aprovações devem se transformar em liberações no futuro. "É um bom problema. Quando um banco de desenvolvimento tem falta de dinheiro é porque a economia está marchando bem", disse.Coutinho viaja, hoje à noite, para Washington (EUA) para participar de reunião do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial (Bird). Ele pretende obter cerca de US$ 2 bilhões para o BNDES com o Bird, o International Finance Corporation (IFC) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Coutinho também quer ampliar o acesso do banco aos recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e está em conversações com o Ministério da Fazenda para capitalizar o BNDES.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.