Correção: conselho libera milho transgênico

A nota enviada anteriormente contém um erro. O órgão que aprovou as variedades é o Conselho Nacional de Biossegurança, e sua sigla é CNBS, e não CNB. Segue a nota corrigida.O Conselho Nacional de Biossegurança (CNBS) aprovou hoje por 7 votos a 4 a liberação comercial de duas variedades de milho transgênico que já haviam sido liberadas pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).A CTNBio havia aprovado no ano passado variedades transgênicas de milho da Bayer e da Syngenta. Entretanto, as sementes não foram liberadas para plantio comercial por conta de recursos judiciais contra a aprovação, apresentados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).O assunto foi então levado ao CNBS, que conta com a participação dos ministros de Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende; da Agricultura, Reinhold Stephanes; do Meio Ambiente, Marina Silva; e da Casa Civil, Dilma Rousseff, que preside o conselho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.