Correção: faturamento da indústria de máquinas recua

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) corrigiu a informação que consta da nota enviada anteriormente. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor foi de 77,10% em maio, e não de 75% como informado. Segue matéria corrigida:

BEATRIZ BULLA, Agencia Estado

25 de julho de 2012 | 15h19

A indústria de máquinas e equipamentos fechou o mês de junho com faturamento bruto real de R$ 7,158 bilhões, o que representa uma baixa de 0,5% em relação a maio. Na comparação com junho de 2011, o faturamento bruto real registrou alta de 3,8%. Segundo a entidade, no acumulado do primeiro semestre de 2012 o setor faturou R$ 39,932 bilhões, o que representa um avanço de 2,1% ante igual período de 2011.

O consumo aparente de máquinas e equipamentos atingiu, no fim do mês passado, R$ 9,458 bilhões, o equivalente a uma queda de 8,3% ante maio. Em relação ao mesmo mês de 2011, houve um crescimento de 7,6%. Nos seis primeiros meses do ano, o consumo aparente totalizou R$ 54,8 bilhões, uma alta de 9,17% ante igual período do ano anterior.

As exportações somaram US$ 1,016 bilhão em junho, com alta de 8,3% ante o mesmo mês de 2011 e recuo de 4,0% ante maio. Já as importações totalizaram US$ 2,354 bilhões no mês passado, baixa de 6,3% ante junho do ano passado e perda de 23,2% ante maio.

No acumulado do ano até junho, as exportações somam US$ 5,987 bilhões, enquanto as importações totalizam US$ 15,231 bilhões, com crescimento de 11,6% e 7,6%, respectivamente. Os dados resultaram em um déficit para o setor de US$ 9,2 bilhões nos primeiros seis meses deste ano, o que representa aumento de 5,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados da Abimaq mostram ainda que o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor fechou o mês de junho em 76,8%, ante 77,10% em maio. No fim do mês passado, o setor tinha 256.507 empregados, com redução de 0,3% na força de trabalho em relação a maio.

Tudo o que sabemos sobre:
Abimaqfaturamentomaiocorreção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.