Correção: Governo cassa liminares e confirma leilão

O texto enviado anteriormente contém um erro de digitação no primeiro parágrafo. As liminares pedindo um prazo maior para a entrega de propostas no leilão de rodovias federais foram apresentadas por duas companhias, e não "suas companhias", como informado. Segue o texto corrigido:Brasília - A Advocacia Geral da União (AGU) informou esta tarde que conseguiu cassar, no Tribunal Regional Federal (TRF) de Brasília, as duas liminares que, juntas, podiam forçar o adiamento do leilão de sete trechos de rodovias federais - marcado para a próxima terça-feira, dia 9, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). As duas liminares haviam sido expedidas pela juíza federal Iolete Maria Fialho de Oliveira, a pedido de duas empresas que queriam mais tempo para apresentar suas propostas.Com a derrubada das liminares, a Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) reabriu às 14h20 o processo de recebimento das propostas para a disputa. Os interessados têm até as 19 horas de hoje para entregar os envelopes à Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC). Com isso, está mantida a data de realização do leilão na próxima terça-feira.

AE, Agencia Estado

05 de outubro de 2007 | 15h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.