CORREÇÃO-IGP-DI tem maior alta desde janeiro de 2003

O Índice Geral dePreços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 1,88 por cento emmaio, o maior avanço registrado desde janeiro de 2003, informoua Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta segunda-feira. Em abril, o IGP-DI subiu 1,12 por cento. Em janeiro de2003, o índice avançou 2,17 por cento. A alta em maio superou as estimativas dos economistas, quepreviam alta de 1,70 por cento para o índice, de acordo com amediana de 18 projeções de analistas consultados pela Reutersna semana passada. Entre os componentes do IGP-DI, o Índice de Preços porAtacado (IPA) mostrou aceleração, subindo 2,22 por cento emmaio ante alta de 1,30 por cento em abril. A principal contribuição para a aceleração partiu dosubgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de queda de 7,58por cento em abril para uma alta de 4,04 por cento em maio. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) também subiu no mêspassado, atingindo alta de 0,87 por cento. No mês anterior, oindicador tinha subido 0,72 por cento. No IPC, a maior contribuição para a aceleração tambémpartiu do grupo Alimentação, com alta de 2,33 por cento. Algunsitens que compõem o grupo tiveram avanços expressivos, comohortaliças e legumes --que subiram 10,20 por cento-- e arroz efeijão, que passou de uma queda de 3,47 por cento, para umavanço de 4,57 por cento. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve altade 2,02 por cento em maio, variação também maior se comparadaao aumento de 0,87 por cento registrado em abril. (Reportagem de Cláudia Pires)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.