Correção: INSS concedeu 9,3 milhões de empréstimos

O texto enviado anteriormente contém uma incorreção. O total de empréstimos consignados autorizados pelo INSS no ano passado foi de 9,3 milhões e não 9,3 mil. Segue o texto corrigido:São Paulo - Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) realizaram mais de 23,6 milhões de operações de empréstimos consignados (descontados em folha de pagamento), no período de 2004 a dezembro de 2007, que correspondem a R$ 30,6 bilhões. No ano passado, foram 9,393 milhões de contratos deste tipo de empréstimo, totalizando R$ 10,413 bilhões em crédito. Somente em dezembro, foram registradas 692,2 mil operações, com R$ 834,760 milhões em valores emprestados.Também no período de 2004 a dezembro de 2007, cerca de 9 milhões de pessoas recorreram aos empréstimos com desconto no benefício. Como um beneficiário pode obter diversos empréstimos, respeitando-se o limite máximo de endividamento de 30% do valor do benefício - anterior à mudança determinada no início deste ano, que reduziu a margem para até 20% -, o número de operações é significativamente maior do que o de pessoas que recorreram ao consignado.Do total acumulado de empréstimos, estão ativas 14,2 milhões de operações, o que corresponde a R$ 22,609 bilhões. O total de empréstimos quitados é de 6,7 milhões (ou R$ 2,5 bilhões). Já o de empréstimos cancelados - aqueles excluídos do sistema antes do pagamento da primeira parcela, o que é comandado pelos bancos - atingiu 652,5 mil e o de liquidados, que é quando o segurado quita o empréstimo antes do prazo previsto, chega a 2 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.